Começa a contagem regressiva para o CETA: estamos a visitar os membros do Parlamento Europeu

10 de janeiro de 2017
por Hanna Sander

32142633035_333c8c1d97_b

No dia 14 de Fevereiro, os eurodeputados vão votar o CETA, o acordo de comércio livre entre o Canadá e a UE. As opções são claras, pode votar-se a favor, contra ou abster-se. Poderíamos pensar que, após dez meses de discussão da versão final do acordo, os eurodeputados já tinham uma decisão tomada e seriam capazes de a explicar os seus eleitores.

Em 6 de Janeiro, cerca de 30 activistas de várias organizações de Berlim e do Brandeburgo juntaram-se para demonstrar a Susanne Melior do partido alemão SPD, que o seu acordo com o CETA não serve os interesses dos cidadãos do Brandeburgo. Mesmo à porta do seu escritório em Postdam, também demonstraram o seu apoio a membros do SPD que já declararam ser contra o CETA.

O Parlamento Europeu decretou que a semana entre o 2 e o 6 de janeiro será dedicada ao eleitorado, é uma semana sem reuniões para que os eurodeputados possam ter tempo para comunicar com os cidadãos. Contudo, quando chegámos, foi-nos dito que a Senhora Melior estava de férias. Os seus colaboradores apresentam-nos uma declaração escrita.

No entanto, não foi uma declaração que tomasse uma posição, como desejaríamos de uma eurodeputada que está a poucas semanas de uma votação importante. Foi apenas uma repetição de clichés bem conhecidos, frases vazias e tranquilizantes próprias da Comissão Europeia sobre o CETA, que não abordaram nenhum dos muitos pontos críticos contra o tratado. Sem surpresa, sentimo-nos incompreendidos.

Há um ano atrás, durante o congresso do partido, o SPD decidiu estabelecer “linhas vermelhas” para o CETA e o TTIP, reafirmando-as na convenção em Wolfsburg, em Setembro passado. Aqueles que querem ver e ouvir, já perceberam que as “linhas vermelhas” já foram ultrapassadas em várias áreas do CETA. E há muitos sociais-democratas alemães e europeus que não querem ver ou ouvir! Aparentemente, Susanne Melior não faz parte deste grupo, até agora.

Para a conquistarmos, bem como a outros eurodeputados indecisos, temos de usar os dias que ainda faltam para marcar presença e acompanhar os nossos representantes de perto. Esperamos convencê-los de que a proteção ambiental, a precaução e a democracia são mais importantes para nós do que os interesses das empresas multinacionais, e que também deveria ser mais importante para eles próprios, se estão a contar com os nossos votos nas próximas eleições.

De modo a mostrar à Senhora Melior que não vamos aceitar a sua declaração, mas esperamos uma posição clara contra o CETA na comissão do ambiente e no plenário, perguntámos-lhe para mostrar a sua posição através do CETA CHECK. Acredito que ela vai regressar de férias em breve para responder a todas as nossas questões.

Contactem-na através do www.cetacheck.eu, ou directamente no seu escritório local em Postdam, em Alleestrasse 9; ou ainda pelo número de telefone (0331) 73098400 para convencê-la pessoalmente a tomar uma posição contra o CETA!

Não desistiremos!